McLaren MP4-12C chega mais potente na linha 2013

12 06 2012

A MP4-12C ganhou esta semana a sua linha 2013, que está ainda melhor. A McLaren apresentou quinta-feira (7) a linha 2013 de seu modelo, que agora conta com cerca de 25 cavalos extras e ajustes no câmbio para levar o veículo aos 333 km/h. As primeiras unidades com essa alteração chegarão ao mercado em outubro no mercado europeu.

O motor 3.8 V8 Biturbo agora rende 625 cavalos, levando o MP4-12C  aos 333km/h. O torque continua na casa dos 61,3 kgfm. A transmissão de sete marchas e dupla embreagem foi ajustada, fazendo com que as trocas sejam mais rápidas. O 0 a 100km/h ainda é cumprido em 3,1 segundos.

A MP4-12C ganhou o sistema Intake Sound Generator, que permite ao motorista regular o nível de ruídos dentro da cabine do veículo. Além disso, o comprador terá novas opções de personalização, com novo acabamento e novas rodas.  A McLaren disponibilizará a atualização para proprietários que compraram o veículo antes da atualização sem nenhum custo. O preço da MP4-12C não sofrerá alteração.

Por Marco Aurélio Zanetti

Anúncios




McLaren MP4-12C chega ao Brasil custando R$ 2,2 Milhões

21 04 2012

A 106° unidade fabricada do McLaren MP4-12C desembarcou no Brasil e está a espera de um dono na importadora independente V8 SportCar, em São Paulo. O Superesportivo inglês chegou ao Brasil no dia 18 de Abril.

A unidade, pintada na cor preta, está sendo vendida por R$ 2,2 Milhões. Equipado com um 3.8 V8 que produz 592 cv e 61,3 kgf.m, a McLaren MP4-12C alcança os 330 km/h. O 0-100 é cumprido em 3,1 segundos.

Essa é, até agora, a primeira e única McLaren MP4-12C do Brasil, porém, outras importadoras já trabalham para trazer mais unidades ao país.

Por Marco Aurélio Zanetti





McLaren divulga imagens e informações do MP4-12C

9 09 2009

No mesmo dia em que a Mercedes-Benz divulgada informações do substituto do SLR McLaren após o termino da parceria entre as duas fabricantes, a McLaren divulgava as primeiras imagens e dados do substituto do lendário F1. Agora batizado de MP4-12C em alusão aos carros de Fórmula 1 (que levam a nomenclatura “MP4”) e à confecção da carroceria (“C” de carbono, seu principal composto estrutural), o superesportivo chega totalmente remodelado e trazendo a mesma essência do modelo lançado em 1993.

mclaren_mp4-12c_10

Com a missão de substituir o detentor do título de veículo produzido em série mais rápido do mundo (371 km/h) na década de 1990, o MP4-12C não poderia ser apresentado de outra forma a não ser falando de seu desempenho. Ou melhor, de seu motor, visto que não foram revelados dados de desempenho. Instalado em posição central, um propulsor 3.8l V8 biturbo é capaz de desenvolver cerca de 600 cv de potência e 61,2 kgfm de torque, sendo 80% deles disponíveis na faixa das 2.000 rpm.

mclaren_mp4-12c_00 mclaren_mp4-12c_05

Também sem informações reveladas, os níveis de emissão de poluentes do novo McLaren são baixos, garante seu fabricante. Trabalhando em conjunto com o potente motor está uma transmissão SSG de 7 marchas com dupla embragem – não haverá opção de câmbio manual. Para auxiliar o motorista a domar a fera, itens como ABS e ESP são fichinhas. Novidade mesmo estão no sistema “Brake Steer”, que auxilia na saída de curvas, e o “Pre-Cog”, que prepara a marcha seguinte antes dela ser acionada.

mclaren_mp4-12c_15

Além dessas duas últimas tecnologias, outro sistema foi herdado dos monopostos de Fórmula 1: o chassi MonoCell feito em fibra de carbono. Ao todo, a estrutura do MP4-12C pesa apenas 80 kg – não, você não leu errado (oitenta quilos). Como no F1, a condução tem uma tocada mais que esportiva, porém a novidade é que dois ocupantes podem desfrutar de toda a potência do cupê – ante apenas um (situado no meio do habitáculo) do antigo modelo.
O interior tem linhas modernas e joviais. O quadro de instrumentos é arrojado e, para facilitar o acesso à cabine e o conforto do motorista, o volante tem base achatada. Localizada numa posição mais acima do console central (este vazado e inclinado), uma tela touch-screen de LCD com 7 polegadas comanda alguns sistemas do veículo e exibe imagens do GPS. Detalhes em alumínio e plástico preto fosco dão um toque final de esportividade ao novo McLaren.
mclaren_mp4-12c_06
Por último, falemos do visual do superesportivo. Em poucas palavras, pode-se dizer que o visual do MP-12C é uma leve atualização do F1. As linhas gerais são as mesmas e podem ser facilmente identificadas pelo formato das janelas, os vincos das laterais e a posição dos elementos ópticos. Uma dupla tomada de ar na altura das portas e traseira alta reforçam a sensação de beleza e velocidade, mesmo em velocidades baixas.
mclaren_mp4-12c_03 mclaren_mp4-12c_14
A McLaren começa a vender o MP4-12C no mercado europeu a partir do início de 2011, sem preço ainda definido. Sua apresentação oficial acontece na próxima semana no Salão de Frankfurt.

mclaren_mp4-12c_19

Por Fillipe Vivas




McLaren P11 é flagrada rodando em testes

30 01 2009

Primeiro fruto após o fim da aliança entre a Mercedes-Benz e a McLaren, o superesportivo britânico P11 foi flagrado mais uma vez rodando em testes pelas geladas regiões do norte europeu. O modelo, desta vez, rodava com menos disfarces e sugere que seu lançamento está próximo de ocorrer, talvez ainda para este ano. Sem contar que adianta algumas linhas do futuro puro-sangue da McLaren.

mclaren_p11_spy-01

Mesmo tendo rompido o relacionamento com a Mercedes-Benz, a McLaren deve usar no P11, nome de projeto do esportivo, um motor de origem AMG. Sua potência ainda é indefinida, mas sabe-se que será um bloco V8 de 6.2 litros, o mesmo que equipa alguns modelos apimentados da montadora alemã. A diferença é que ele será retrabalhado e renderá mais de 500 cv.

mclaren_p11_spy-02

Apesar de ter sido fotografado com poucos disfarces, ainda há certa dificuldade para identificar alguns detalhes estéticos do cupê. Mas calma, daqui a pouco mais de um ano a McLaren vai apresentar o modelo oficialmente. O palco escolhido foi o não tão badalado Salão de Detroit, mas pode ser que aconteça alguns outros flagras antes disso.

Por Fillipe Vivas





SLR speedster será apresentada em Detroit como série especial

19 12 2008

Marcando o fim de produção daquele que já pode ser considerado um clássico da indústria automotiva mundial, a Mercedes-Benz exibirá em Detroit o McLaren SLR Stirling Moss, um exclusivíssimo speedster baseado no SLR. O modelo homenageia o piloto inglês dos anos 50 Stirling Moss e deverá ser a principal estrela do Salão de Detroit em janeiro.

stirling_moss_ofi_003

Apenas 75 unidades do modelo serão fabricadas e vendidas por 750 mil euros (equivalente a R$ 2,6 milhões) a partir de junho de 2009 na Europa. O modelo traz visual inspirado nos carros de competição da época de Moss e se destaca pela ausência de teto e pára-brisa. No lugar deles, apenas um pequeno defletor para desviar o ar e barras para proteger a cabeça em caso de acidente.

stirling_moss_ofi_006

stirling_moss_ofi_007

A base é a mesma do SLR convencional, mas há alterações na estrutura como bico mais pronunciado e a carroceria totalmente feita de fibra de carbono. Os escapes agora estão nas laterais e os pára-choques ganharam tomadas de ar mais amplas. Gaças ao novo composto da carroceria e à ausência do teto, o SLR Stirling Moss é cerca de 300kg mais leve que o atual irmão, o que se traduz maior desempenho.

stirling_moss_ofi_011

O propulsor é o mesmo V8 5.5l sobrealimentado de 659 cavalos da versão apimentada 722. Acoplado ao câmbio automático de cinco marcha, o esportivo acelera de 0 a 100 km/h em 3,5 segundos e atinge 350 km/h de velocidade máxima limitada eletronicamente.

Por Fillipe Vivas





Mercedes-Benz mostrará SLR McLaren Roadster 722 S em Paris

29 09 2008

Encerrando em breve a produção do lendário SLR McLaren, a Mercedes-Benz prepara duas boas novidades para o super-esportivo. Além da já conhecida versão speedster, uma nova série limitada do SLR Roadster está por vir. Ela chega em outubro no Salão de Paris, batizada de SLR 722 S Edition, uma edição composta por alterações estéticas, mecânicas e claro, bom desempenho.

Sob o capô do roadster mais apimentado da marca, encontramos o já conhecido bloco AMG V8 de 5.5l e capaz de gerar 650 cv de potência. Com isso, o descapotável atinge os 100 km/h, partindo da imobilidade, em 3,7s – até 200 km/h são apenas 10,6 s – e alcança 335 km/h de velocidade máxima. Para chegar a tal velocidade, a Mercedes fez adaptações na estrutura, trocando quase todo o aço e alumínio por fibra de carbono.

O já elogiado visual ganhou incrementos. As rodas são maiores, de 19 polegadas, calçadas por pneus de perfil baixo e operando em conjunto com a suspensão recalibrada. Completando o kit estético, temos pintura exclusiva e lanternas translúcidas com LED’s. A capota é de lona e tem acionamento elétrico, apenas um dos mimos do esportivo. Há ainda bancos em concha revestidos de couro, GPS integrado e ar-condicionado digial bi-zona. Somente 150 unidades da SLR McLaren Roadster 722 S sairão da planta alemã de Woking a partir do ano que vem.

Por Fillipe Vivas





Imagens do suposto McLaren F2 vazam na internet

19 08 2008

O site esloveno Avtomanija divulgou imagens que, segundo eles, correspondem ao protótipo F2, da McLaren. O superesportivo, que deve ser lançado em 2010, é o sucessor do McLaren F1, que por muito tempo, durante a década de 90, guardou o posto de carro de rua mais rápido do mundo, atingindo 371 km/h.

O F2 marca a independência da montadora, que termina sua parceria com a Mercedes (e conseqüentemente a produção do SLR McLaren) no ano que vem. Acredita-se que o superesportivo da McLaren receberá um motor V8 desenvolvido pela AMG, divisão esportiva da Mercedes. No entanto, outros boatos dizem que a subdivisão da montadora alemã deixaria de fornecer propulsores para a McLaren.

Por Pedro H. Kotowicz

Galeria de imagens: