Salão de Londres é cancelado

19 03 2009

A crise econômica mundial está fazendo mais vítimas: o ataque da vez foi ao Salão do Automóvel de Londres. A edição de 2010 do evento, que é um dos mais tradicionais do segmento no planeta, não ocorrerá. O Salão de Londres é realizado desde o ano de 1903, no Crystal Palace.

car_photo_301012_7

Em comunicado oficial, os organizadores do Salão afirmaram que “a crise da economia mundial e as mudanças sem precedentes que afetaram a indústria automobilística, tanto no Reino Unido como ao redor do mundo, impossibilitaram os exibidores a se comprometerem com esta edição do evento”. Outra justificativa da organização do evento é a queda no número de visitantes: em 1998, aproximadamente 710 mil pessoas compareceram ao Salão de Londres, enquanto no ano passado esse número foi de 472.300 visitas.

Por Pedro H. Kotowicz





Fiat lançará 500 híbrido

26 08 2008

A italiana Fiat estreará sua tecnologia híbrida em uma nova versão do compacto Cinquecento. O anúncio foi feito durante o Salão de Londres, junto com a apresentação de uma versão totalmente elétrica do carro. O 500 híbrido será impulsionado pela associação de um pequeno motor à gasolina de apenas 900cm³ e um propulsor elétrico. O motor à gasolina ainda está em fase de desenvolvimento e acredita-se que seja capaz de gerar algo em torno de 65cv, podendo chegar a até interessantes 105cv com a adoção de um turbo.

 

Segundo a Fiat, o novo propulsor híbrido será capaz de fazer, no 500, aproximadamente 34km com um litro de gasolina e emitirá apenas 90g/km de CO2, de modo a se encaixar nas rígidas regras de emissões de poluente européias. O carro também deverá ser equipado com o sistema Start&Stop, que desliga o motor automaticamente em paradas mais demoradas, como em sinais de trânsito, também deverá vir com um câmbio manual automatizado e de dupla embreagem. O 500 híbrido está previsto para ser lançado em 2011.

Por Igor Macário





Salão de Londres: Kia Sportage remodelado

29 07 2008

Como sobrevida até a chegada da nova geração, o Sportage retocado foi apresentado hoje (29) no Salão Internacional de Londres, Inglaterra. As mudanças do SUV compacto da Kia chegaram no fim do ano passado, destinada inicialmente ao mercado chinês. Em seguida foi a vez de outros países asiáticos receberem a nova linha do modelo e, no mês passado, o Sportage 2009 foi apresentado na Europa. Agora na mostra inglesa o modelo aparece pela primeira vez em público. Com modificações que limitam-se apenas à parte estética, as primeiras do Sportage chegam às concessionárias européias durante o verão.

Na dianteira, novos faróis, grade e pára-choque, com linhas mais angulosas dão um toque de esportividade e rejuvenescem o modelo, lançado em 2005. Atrás mudam apenas pára-choque, com design mais agressivo, e a lanterna com nova disposição dos elementos. Por dentro o ótimo acabamento alia-se ao belo painel – retocado e com novos materiais – ao novo volante e ao sistema de som integrado com novo desenho. Novas rodas e paleta de cores complementam a mudança.

Sob o capô não há alterações. Continuam em linha os eficientes 2.0l CRDi de 140cv (movido à diesel), 2.0l 16v e 2.7l V6 (esses últimos movidos à gasolina). Não há previsão de chegada ao Brasil, mas em breve os novos modelos desembarcam por aqui.

Por Fillipe Vivas





Salão de Londres: Mazda Furai Concept

29 07 2008

De longe, o mais chamativo e imponente protótipo esportivo da mostra inglesa. Apesar de o conceito japonês ter sido apresentado no Salão Internacional de Detroit, EUA, em janeiro deste ano, a novidade pode ser uma prévia de um futuro modelo capaz de disputar as 24 horas de Le Mans. Apesar da baixa capacidade cúbica – são aproximadamente 2.000cm³, ou 2,0l – o protótipo conta com a tecnologia Wakel para alcançar bons números de desempenho.

O bloco do conceito vem equipado com a especialidade da Mazda: o motor rotativo. São exatamente 1.962cm³, capaz de gerar 450 cavalos de potência e alcançar 273 km/h, graças também a uma caixa de câmbio manual de seis velocidades. Torque e potência máxima são atingidos a 8,800 rpm. Para conter a potência aplicada nas rodas traseiras, o Furai é equipado com freios Brembo e discos de 330mm de diâmetro.

O Furai tem medidas reduzidas, com 4,60m de comprimento, 2,00m de largura e apenas 95,6cm de altura. Aliado ao motor de baixo peso, ao chassi tubular e à carroceria feita em fibra de carbono, o esportivo pesa modestos 998kg proporcionando uma excelente relação peso/potência. São 2,21 kg/cv, marca inferior à de futuros concorrentes na série francesa, como Audi R8 e Peugeot 908 HDi mas que devem ser melhoradas com a apresentação do modelo oficial.

Por Fillipe Vivas





Salão de Londres: Opel Insignia

26 07 2008

A nova geração do Vectra, rebatizada de Insignia, foi apresentada nesta semana no Salão Internacional de Londres. Algumas semanas após a apresentação oficial, a Opel traz para a mostra outras novidades sobre o modelo. Disponível na carroceria de quatro e cinco portas – hatchback e sedan – o médio, que aqui no Brasil ocuparia a lacuna entre o Vectra e Omega, chega imediatamente às lojas européias.

Por fora, o Insignia em nada lembra o atual Vectra, seu substituto. Acima de tudo, a principal arma do Opel/Vauxhall Insignia será o seu belo design, com linhas limpas e fluidas. Apesar de manter as dimensões, o modelo ganhou em porte: continuam seus bons 4,83m de comprimento e 2,73m de entre-eixos, proporcionando um espaço interno à altura de seus tradicionais rivais. Serão quatro propulsores à gasolina e três à diesel: 1.6l 16v de 115cv, 1.8l 16v de 140cv, 2.0l Turbo de 220cv, 2.8l V6 de 280cv e 2.0l CDTi, com opções de 110cv, 130cv ou 160cv.

Todos os modelos sairão de fábrica equipados com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, CD Player com MP3, computador de bordo, controle de tração e estabilidade, além de freios ABS e airbags frontais, laterais e de cortina. Haverá opção de tração integral e câmbio automático. A versão de entrada, na carroceria hatch e equipada com o propulsor 1.6l 16v parte dos 22.700 € (R$ 56.100) e a topo de linha, com o propulsor 2.8l V6, na carroceria sedan, chega à 41.750 € (cerca de R$ 102.000).

Segundo dados da fábrica, o pequeno propulsor 1.6l é capaz de impulsionar o modelo a até 192km/h e fazer de 0-100km/h em apenas 9,2s. Já na mais potente, com o bloco 2.8l V6, esses números saltam para 250km/h e 7,1s, respectivamente. Nas versões à diesel, o consumo máximo é de bons 17,4km/l, se comparado aos 8,5km/l do modelo top movido à gasolina. O Opel/Vauxhall Insignia não deve desembarcar ao Brasil.

Por Fillipe Vivas





Salão de Londres: Mastretta MXT

25 07 2008

Detentor do título de primeiro automóvel inteiramente desenvolvido no México, o MXT foi apresentado hoje (25) no Salão Internacional de Londres. Montado naquele país, sem tradição na produção de carros esportivos, o Mastretta MXT é um veículo cuja elogiável relação peso/potência, graças à carroceria feita de fibra de vidro, faz com que o modelo se torne um pequeno ‘foguete’.

Cedido pela Ford Coshwort, o propulsor 2,0l do esportivo é capaz de desenvolver cerca de 240cv , acoplado à uma caixa de câmbio manual de cinco velocidades. Segundo dados da empresa, o MXT é capaz de acelerar de 0-100km/h em menos de 5s e atingir até 240km/h de velocidade máxima. Grande parte disso se deve ao baixo peso do modelo, de 900kg, aliado ao propulsor de potência mediana – se comparado à esportivos de montadoras tradicionais. A tração é traseira e os freios contam com assistência eletrônica de frenagem (ABS). Capaz de levar apenas dois passageiros, o modelo, devido ao seu tamanho compacto, oferece níveis de agilidade e estabilidade que podem ser equiparados à veículos da Lotus. São 3,90m de comprimento, 1,15m de altura e apenas 1,79m de largura.


Aqui no Brasil, o Lobini H1 se assemelha à proposta do mexicano: ótima relação peso/potência (apesar da diferença dos 5,7kg/cv do Lobini perante os 3,75kg/cv do MXT), além do desempenho e emoção de um esportivo tradicional, porém a um preço mais acessível. Virá equipado com itens de conforto, como ar-condicionado, acabamento em couro, freios ABS dentre outros equipamentos, partindo dos 42.000 euros (R$ 105.000) na Europa. Sua estréia no velho continente é esperada para maio de 2009, primeiramente na Inglaterra e mais adiante no restante dos países.

Por Fillipe Vivas





Salão de Londres: Nissan mostra Qashqai+2

24 07 2008

A Nissan resolveu mostrar que pretende entrar na briga do segmento dos familiares grandes, mostrando o Qashqai+2 no Salão de Londres. A versão familiar do crossover concorrerá com minivans como Zafira e Grand Scénic, e segundo o gerente de marketing da Nissan Jean-Phillipe Roux, pode até roubar clientes de sedans grandes como o Mondeo.

O executivo disse também que o Qashqai atual faz sucesso por causa de seu desenho. “É uma compra emocional, não racional”, disse Roux. Ele acredita também que o Qashqai+2 irá corrigir isso, sendo uma excelente compra para um pai de família racional.

Segundo Roux, o Qashqai também pode atrair compradores de SUVs. “Eu não ficaria surpreso se o Qashqai roubasse clientes do Toyota RAV4”, disse o gerente. A previsão dele é de que o Qashqai+2 venda cerca de 8.000 unidades mensais, representando assim, juntamente com o Qashqai atual, cerca de 35% das vendas da NIssan no Reino Unido.

Por Pedro H. Kotowicz