Salão: Renault apresenta Fluence e conceito baseado no Sandero

28 10 2010

A Renault preparou para o Salão de São Paulo uma novidade já esperada e uma surpresa. A novidade já esperada é a apresentação do sedan Fluence, que chega antes do fim do ano para aposentar o Mégane na linha de sedans da marca. Já a surpresa é uma versão conceitual do compacto Sandero que, apesar de ter pouca coisa em comum com o utilitário Duster, que será lançado ano que vem, foi desenvolvido como forma de antecipação do modelo.

Renault Fluence. Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

Saiba mais sobre o Fluence:

Seguindo a atual linha de design da marca, o Fluence exibe traços agressivos e vincos bem definidos que se traduzem em um visual musculoso. O capricho nos detalhes, no entanto, não é o mesmo que se observa nos recentes lançamentos europeus, afinal este sedan tem como objetivo conquistar compradores de países em ascenção financeira. Por fora, os faróis são amplos e o desenho lembra o do Sandero. O caimento do teto lembra a atual geração do sedan e as lanternas invadindo a lateral denunciam o novo espírito jovial do sedan.

fluence4 fluence5

Dentro, o painel bicolor preto e creme dá um toque de luxo ao sedan esportivo. O volante veio do irmão Laguna, enquanto comandos de som e ar-condicionado são inspirados nos modelos mais baratos da marca, como Twingo e Clio. Aparentemente, o padrão de acabamento da cabine supera o do seu substituto. Nas versões mais caras, uma tela de LCD de 5,8″ controla a maioria dos sistemas do veículo.

fluence2

Para compensar a simplicidade de alguns detalhes, o Fluence trata os passageiros com espaço mais que suficiente: são 4,62 m de comprimento, 1,81 m de largura, 1,48 m de altura e 2,70 m de entre-eixos. Cinco passageiros viajam com conforto, inclusive a bagagem. O porta-malas comporta até 530 litros.

fluence3 fluence7

Além disso, o consumidor europeu poderá optar por sete opções de motorização e duas de transmissão (manual de 6 velocidades ou CVT continuamente variável). Sob o capô, há dois blocos que se alimentam de gasolina: um 1.6 16V de 110 cv e outro 2.0 16V de 140 cv. Na gama de propulsores a diesel dCi, a oferta é extensa. Todos têm 1.500 cm³ de capacidade, mas a potência varia entre 85 cv, 90 cv, 105 cv e 110 cv. No Brasil, a lista se restringe ao propulsor 2.0l bicombustível.

Por Fillipe Vivas

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: